Clique Aqui e veja mais imagens BEM VINDO AO OLHAKIONLINE -UM ANO DE 2016 DE MUITA PAZ. Nosso ibope é assim, Obrigado por acessar Clique Aqui e veja mais imagens

SUPER MINI PROJETOR PROJETA ATE 100 POLEGADAS

quinta-feira, 10 de março de 2011

"As autoridades do carnaval de Palmas é o povo", diz gremista

O carnaval de Palmas 2011, “Eu quero Sim, eu vou Sim”, foi marcado pela superação das escolas de samba e os verdadeiros blocos carnavalesco da capital. Essa é a avaliação de quem ajudou a organizar e participou da folia.


Para o presidente do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos dos Girassóis, Rogério Ribeiro, a união entre as agremiações carnavalescas pode vence qualquer obstáculo e essa foi a chance de fazer com que o Carnaval de Palmas volte a ser referência. “O evento vem retomar essa vocação palmense em receber bem as pessoas de fora. Nossa expectativa superou a nossa ansiedade, agora é trabalhar para as próximas edições e resgatar nosso carnaval que também é cultura e possa voltar a ser referência no calendário festivo” comentou Ribeiro.

Ainda segundo o gremista, nos três dias de carnaval, "as autoridades foi o povo, a Cocar (comunidade carnavalesca de Palmas)".

Solidariedade

Ainda segundo Ribeiro, apesar de todos os detentores de mandato eleitvo, apenas um deputado federal ajudou as agremiações com apoio logístico. Bandas, transporte e logística foram viabilizados por parcerias. A mídia também mereceu elogios.

Crítica

O presidente do grêmio também criticou o deputado estadual Eli Borges, um dos que aprovaram o cancelamento do Carnaval de Palmas pela Prefeitura. "Na oportunidade o deputado apresentou uma suposta pesquisa, contra o carnaval de Palmas, relacionado ao elevado custo de quase dois milhões para o carnaval. O parlamentar esqueceu de cita no seu discurso, que as igrejas evangélicas e católicas receberam também uma fatia deste montante e que na época o secretário titular da pasta era seu irmão, Joel Borges. As agremiações ficaram com apenas 6%, para ser dividido para seis escolas de samba, hoje para uma agremiação ir para a avenida o custo é de R$ 60 mil reais", cita o texto divulgado pelo grêmio. (Com informações do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos dos Girassóis)

FONTE: www.jornalstylo.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário