Clique Aqui e veja mais imagens BEM VINDO AO OLHAKIONLINE -UM ANO DE 2016 DE MUITA PAZ. Nosso ibope é assim, Obrigado por acessar Clique Aqui e veja mais imagens

SUPER MINI PROJETOR PROJETA ATE 100 POLEGADAS

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Bebê chinês nasceu com o coração fora do corpo


Um bebê chinês de dois meses está lutando para sobreviver, pois sofre de um defeito congênito que fez seu coração se desenvolver fora do corpo. Apenas oito em cada um milhão de crianças nascem com esta estranha condição, chamada ectopia cordis, a maioria deles não sobrevive aos primeiros dias.

Cirurgiões chineses estão se preparando para um procedimento delicadíssimo que será a única chance da criança, que recebeu o nome de Xin Xin, se manter viva. Eles primeiro terão de abrir espaço da caixa toráxica do bebê, e depois tentarão mover o coração, do abdômen, para dentro do peito.

Apesar do perigo, esta operação é a única chance para Xin Xin. “De qualquer jeito, as chances de sobrevivência são muito baixas, próximas a zero, se não ocorrer a cirurgia”, disse o pediatra Eliot Rosencranz, da Universidade de Miami, que já operou recém-nascidos que sofriam de ectopia cordis. “As chances são remotas, porque os tecidos expostos infeccionam”. Além dos problemas que poderiam ser causados por bactérias, ainda há a questão da manipulação do órgão. O nosso coração está protegido por ossos e músculos. Se o coração de Xin Xin ficar para fora de seu corpo, “qualquer contato ou impactos serão fatais para ele”, explicou o médico que cuida de seu caso, Zhang Yuping.

Ectopia cordis acontece geralmente durante a terceira senama de gestação quando o tecido mesenquimal começa a tomar forma de esterno, um osso chato que conecta os dois lados da caixa torácica, sobre o coração. Possivelmente por defeitos cromossômicos, o esterno destes fetos falha na hora de fundir, deixando o coração se desenvolver fora do peito. “Nós não acreditamos quando o médico nos contou que o sinal negro na barriga do nosso filho era o seu coração até que o vimos bater”, disse o pai de Xin Xin, Luo Rongyun.
Os fetos com problemas raros geralmente nascem mortos ou morrem logo após o parto. Xin Xin está vivo mesmo depois de dois mese, então, parece haver esperança em seu caso. Mesmo assim, a cirurgia será muito difícil. “Em casos mais moderados, os ossos do peito, os músculos e a pele podem ser fechados para cobrir o defeito em um só passo. Contudo, na maioria das vezes, é preciso fazer em várias etapas. Primeiro, cobre-se o coração com pele e, depois, uma nova operação é feita para mover ossos e músculos”, explicou Rosencranz.

É preciso manter a esperança. Um exemplo de sucesso foi o caso do americano Christopher Wall. Ele passou por 15 cirurgias altamente arriscadas durante seus primeiros 18 meses para tentar colocar seu coração para dentro. Apesar do órgão não ter ficado exatamente onde precisava ficar, ele alcançou os 35 anos de idade usando uma placa sobre seu coração. Wall entrou para o Guiness livro dos recordes por ser a pessoa a viver mais tempo com ectopia cordis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário