Clique Aqui e veja mais imagens BEM VINDO AO OLHAKIONLINE -UM ANO DE 2016 DE MUITA PAZ. Nosso ibope é assim, Obrigado por acessar Clique Aqui e veja mais imagens

SUPER MINI PROJETOR PROJETA ATE 100 POLEGADAS

terça-feira, 10 de maio de 2011

Presidente do Flamengo quer ser vice-prefeita do Rio

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, quer ser vice-prefeita do Rio de Janeiro. Atual vereadora, ela disse que o assédio do PMDB existe e confirmou as negociações em torno de seu nome para ser candidata à vice-prefeitura na chapa de reeleição do prefeito Eduardo Paes.

Segundo Patrícia, Paes é "um grande amigo". Os dois fizeram parte do grupo ligado ao ex-prefeito Cesar Maia e, após o rompimento, migraram juntos para o PSDB. Alguns anos depois, a atual mandatária do Flamengo foi uma das articuladoras da ida de Paes para o PMDB devido à sua amizade com o governador Sérgio Cabral, mas permaneceu no PSDB, que faz oposição ao prefeito. Agora, é Paes quem articula a ida de Patrícia para o PMDB, visando às eleições de 2012.

"Tenho muitos amigos no PMDB. Entrei na política graças ao Sérgio Cabral e fui para o PSDB com o Eduardo Paes. Se chegarmos à conclusão de que vale a pena ir para o PMDB, estou voltando para onde eu vim, já que aqueles que entraram comigo na política estão lá", disse ela.

No entanto, levar Patrícia à vice-prefeitura não será tarefa fácil. O PT, importante aliado de Paes, quer indicar o nome do vice na chapa do atual prefeito. A favor de Patrícia há a boa avaliação que ela tem tido como presidente do clube mais popular do Rio, o que renderia muitos votos para Paes.

"Se eu realmente for convidada, aceitarei o convite com muito carinho. Acho que o fato de eu ser uma mulher com coragem e ter sido atleta contam a meu favor em uma cidade que precisa de coragem para virar o jogo e que receberá a Copa e as Olimpíadas", afirmou.

Se realmente for candidata, Patrícia terá um 2012 agitado. No ano que vem, acaba também seu mandato como presidente do Flamengo e ela pretende se reeleger. Questionada se conseguiria dar conta de duas eleições e dois cargos importantes, Patrícia afirmou que "o mais difícil é ser mãe" - no seu caso, de quatro meninos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário