Clique Aqui e veja mais imagens BEM VINDO AO OLHAKIONLINE -UM ANO DE 2016 DE MUITA PAZ. Nosso ibope é assim, Obrigado por acessar Clique Aqui e veja mais imagens

SUPER MINI PROJETOR PROJETA ATE 100 POLEGADAS

segunda-feira, 18 de julho de 2011

GO: pescador é preso enquanto descartava corpo esquartejado


A Polícia Civil de Goiás divulgou nesta segunda-feira detalhes da prisão em flagrante do pescador Enivaldo Martins Alves, 30 anos, acusado de assassinar um colega na terça-feira da semana passada. Ele foi preso no sábado junto com um comparsa, pouco após esquartejar o corpo da vítima. O outro suspeito, o também pescador Marcivane Oliveira, 30 anos, conseguiu fugir da polícia, mas já teve prisão preventiva requerida à Justiça.
O crime aconteceu no dia 12 de julho em Cachoeira Dourada, a 237 km de Goiânia, às margens do Rio Paranaíba. Enivaldo confessou à equipe do 2º DP de Itumbiara (GO) que ele e o comparsa mataram Marcelino Oliveira Garcia, 26 anos, com cinco tiros. O motivo do crime teria sido uma discussão por causa de uma canoa. Após os disparos, Enivaldo e Marcivane, amigos de infância da vítima, carregaram o corpo até outra canoa e o levaram para o outro lado do rio Paranaíba.
Durante a semana, a polícia e os bombeiros procuraram pelo corpo desaparecido de Marcelino. Foram encontrados rastros de sangue e uma camiseta manchada nas margens do rio, vestígios que apontavam para um homicídio. Com as suspeitas recaindo sobre Enivaldo e Marcivane, a equipe do 2º DP de Itumbiara obteve a informação de que os acusados tentariam desovar o corpo em uma cidade vizinha no final de semana, para que as suspeitas recaíssem em outras pessoas.
Na madrugada de sábado, a Polícia Civil organizou uma vigília nas estradas vicinais de Cachoeira Dourada. Segundo o delegado Lucas Finholdt, os dois suspeitos foram até as margens do rio Paranaíba e cortaram o cadáver em diversas partes. Ao retornar para a rodovia, o veículo dos infratores foi seguido por uma viatura descaracterizada, e os policiais civis conseguiram fazer a abordagem após cinco minutos de perseguição, em terreno alagado próximo à rodovia GO-206.
Dentro do porta-malas do veículo, a polícia encontrou o cadáver separado em vários pedaços e guardado em dois sacos grandes, além da faca utilizada para cortar o corpo da vítima. Enivaldo e Marcivane serão indiciados por homicídio qualificado e pela destruição e ocultação de cadáver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário