Clique Aqui e veja mais imagens BEM VINDO AO OLHAKIONLINE -UM ANO DE 2016 DE MUITA PAZ. Nosso ibope é assim, Obrigado por acessar Clique Aqui e veja mais imagens

SUPER MINI PROJETOR PROJETA ATE 100 POLEGADAS

quinta-feira, 21 de julho de 2011

RS: 4 municípios decretam emergência devido a enchentes


Mais de 900 famílias tiveram que deixar suas residências no Vale do Paranhana. Foto: Divulgação
Mais de 900 famílias tiveram que deixar suas residências no Vale do Paranhana
Pelo menos quatro municípios do Vale do Paranhana, no Rio Grande do Sul, decretaram situação de emergência na tarde desta quinta-feira. As fortes chuvas que caíram na região nos últimos dias causaram inundações e deslizamentos de terra. Mais de 900 famílias tiveram que deixar suas residências, sendo que a maioria foi para casas de parentes. As que não tinham para onde ir foram levadas para abrigos montados nos municípios.
As cidades mais atingidas foram Igrejinha, onde 500 famílias tiveram que sair de suas casas, e Taquara, onde a chuva deixou pelo menos 200 famílias desabrigadas. Bombeiros e agentes da Defesa Civil passaram a madrugada de hoje retirando moradores das áreas alagadas. Em Igrejinha, além das perdas causadas pela cheia, outro problema são os roubos nas residências que foram abandonadas. "Isso tem feito muitas famílias voltarem, mesmo que a água ainda não tenha baixado", disse a coordenadora da Defesa Civil de Igrejinha, Alessandra Regina de Azambuja.
Em Taquara, a situação é ainda mais crítica devido ao encontro dos rios Paranhana e Sinos. Em função disso, bairros inteiros ficaram alagados e a água continua descendo dos municípios mais altos. "Como choveu muito na cabeceira dos dois rios, nossa preocupação é de que o nível de ambos siga aumentando", afirmou o prefeito Décio Hugentobler. Além das cheias, a cidade sofre com deslizamentos no Morro da Cruz e no bairro Cruzeiro do Sul.
As cheias deixaram ainda 30 famílias desabrigadas em Três Coroas e outras 30 em Rolante, onde os rios Areia e Rolante alagaram bairros inteiros, além do centro da cidade. Na manhã de hoje, o principal acesso ao município teve que ser fechado, quando o nível dos rios ultrapassou em 4 m seu volume considerado normal. A localidade de Rolantinho ficou isolada e a antiga estrada velha foi interditada. O município decretou situação de emergência na tarde de hoje.
Parobé foi o quarto município a decretar situação de emergência. Cerca de 180 famílias abandonaram suas casas, e parte delas foi levada para um abrigo na escola Noemi Fay. "Os moradores não esperavam que o rio Paranhana subisse tão rápido e acabaram não saindo das casas. Isso fez com que as equipes tivessem que trabalhar durante toda a noite auxiliando na retirada", disse o coordenador da Defesa Civil de Parobé, Abel Barcellos da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário