Clique Aqui e veja mais imagens BEM VINDO AO OLHAKIONLINE -UM ANO DE 2016 DE MUITA PAZ. Nosso ibope é assim, Obrigado por acessar Clique Aqui e veja mais imagens

SUPER MINI PROJETOR PROJETA ATE 100 POLEGADAS

domingo, 17 de julho de 2011

Wallyson faz 2, Cruzeiro vence e aumenta jejum do Bahia


Cruzeiro passa pelo Bahia em Minas Gerais: 2 a 1
    1. aulo na rodada anterior do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro conseguiu se reabilitar na competição neste domingo, batendo o Bahia por 2 a 1, em Sete Lagoas, pela décima rodada.
Conquistada com dois gols de Wallyson, a vitória faz o time de Joel Santana subir quatro posições na tabela, ocupando agora a sétima colocação, somando 15 pontos.
Os baianos, por sua vez, permanecem em 16º, na primeira posição fora da zona de rebaixamento, com 10 pontos. A equipe tricolor já está a quatro jogos sem vencer (dois empates e duas derrotas) e corre perigo na volta a Série A, depois de sete anos longe da elite.
Na próxima rodada, os dois times jogam no dia 24, às 16h (de Brasília). O Cruzeiro volta a campo enfrentando o Corinthians, fora de casa, enquanto o Bahia recebe o Coritiba, na condição de mandante.
O jogo
Antes da partida, Marquinhos Paraná, comemorando 200 jogos com a camisa cruzeirense, recebeu homenagens da diretoria. Com a bola rolando, o time mineiro abriu o placar logo aos 4min. Após cobrança de escanteio, Wallyson pegou a sobra e soltou uma pancada da entrada da área. Marcelo Lomba aceitou.
O Bahia reagiu prontamente e quase empatou aos 6min, quando Vítor salvou em cima da linha um chute de Jóbson, que já havia passado pelo goleiro Fábio.
Aos 14min, insistente, a equipe tricolor chegou ao empate: Jancarlos cruzou da direita e Diones escorou de cabeça, mas para cima. Jóbson tirou de Fábio e completou para as redes.
O gol baiano manteve o jogo aberto, com boas chances para os dois lados. Ortigoza comandava as ações pelo lado cruzeirense e, na melhor chance, cabeceou forte para difícil defesa de Marcelo Lomba, aos 29min.
Pelo Bahia, Jóbson era o jogador mais perigoso, infernizando a defesa adversária, mas sem objetivamente dar trabalho a Fábio. A partida terminou empatada ao fim da etapa inicial e Joel Santana promoveu a primeira mudança: o meio-campista Roger no lugar do lateral Vítor.
O segundo tempo, a exemplo do primeiro, começou com gol do Cruzeiro. Aos 6min, Ortigoza recebeu na ponta direita e cruzou rasteiro. O zagueiro Titi cortou mal e Wallyson chegou de carrinho para fazer o segundo dele no duelo.
Atrás no placar, René Simões também mexeu na equipe, escalando Lulinha e Hélder nas vagas de, respectivamente, Júnior e Ricardinho. As mudanças levaram o clube tricolor ao ataque, forçando Joel a fechar um pouco a equipe celeste, promovendo as entradas de Dudu e Everton nos lugares de Gilberto e Ortigoza.
Apesar da pressão baiana, aos 38min o Cruzeiro quase liquidou a fatura: Dudu saiu da falta e cruzou na segunda trave. Montillo ainda conseguiu o domínio, bateu forte e Marcelo Lomba salvou o terceiro.
Para o público presente, os mineiros se seguraram até o fim e conseguiram se aproximar do G-4 do Brasileiro: são agora três pontos de diferença para o quarto colocado Palmeiras, que, no entanto, ainda tem um jogo a menos.
FICHA TÉCNICA
Cruzeiro 2x1 Bahia
Gols
Cruzeiro
Wallyson, aos 4min do primeiro tempo e aos 6min do segundo tempo
Bahia
Jobson, aos 14min do primeiro tempo
Cruzeiro:Fábio, Vítor (Roger, intervalo), Naldo, Léo e Gilberto (Dudu, 33'/2T), Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná, Fabrício e Montillo; Wallyson e Ortigoza (Everton, 23'/2T). Técnico: Joel Santana
Bahia: Marcelo Lomba, Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Ávine; Fahel, Diones (Gabriel, 29'/2T), Hélder (Ricardinho, 16'/2T) e Carlos Alberto; Jobson e Júnior (Lulinha, 10'/2T). Técnico: René Simões
Cartão amarelo

Cruzeiro: Fabrício, Léo, Leandro Guerreiro
Bahia: Jancarlos, Fahel, Jobson Árbitro
Elmo Alves Resende Cunha
Público 6.666 pagantes Local
Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário