Clique Aqui e veja mais imagens BEM VINDO AO OLHAKIONLINE -UM ANO DE 2016 DE MUITA PAZ. Nosso ibope é assim, Obrigado por acessar Clique Aqui e veja mais imagens

SUPER MINI PROJETOR PROJETA ATE 100 POLEGADAS

quinta-feira, 12 de julho de 2012

PROMOTORIA DE COLMÉIA PROTOCOLA 28 AÇÕES DE IMPUGNAÇÃO DE CANDIDATURAS, ENTRE ELAS A DO PREFEITO E CANDIDATO À REELEIÇÃO ERNILSON.

A Promotoria Eleitoral de Colméia protocolou ação pedindo a impugnação da candidatura de 28 políticos Na lista constam os nomes do prefeito e candidato à reeleição de Colméia, Ernilson Pereira, do prefeito de Itaporã e candidato a reeleição, Jonas Carrilho (PP), e do presidente da Câmara de Colméia e candidato reeleição a vereador, Pedro Felix da Cunha Neto. O promotor eleitoral da 16ª Zona Eleitoral de Colméia, Rafael Alamy, protocolou na última terça-feira, 10, 28 ações que pedem a impugnação das candidaturas de políticos de Colméia, Couto Magalhães, Itaporã, Pequizeiro e Goianorte. Entre as candidaturas com pedido de impugnação está a do atual prefeito de Colméia e candidato à reeleição, Ernilson Pereira (PT). Segundo o promotor, que falou na manhã desta quinta-feira, 12, os pedidos de impugnação, em maioria, são baseados na desaprovação das contas dos gestores. "Esses pedidos são baseados nas contas desaprovadas de 2008", explicou o promotor. Na lista constam os nomes de Luzia Pinto da Silva, Celma Dias da Costa, Luiz Carlos Chaveiro de Aguiar e Roberto Cavalcante Reis, cujas as ações de impugnação foram interpostas por os mesmos terem tido as contas como gestores rejeitadas pelo TCE, quando presidentes das Câmaras de Vereadores de suas cidades. Também constam na lista de pedidos de impugnação os nomes do prefeito de Itaporã e candidato a reeleição, Jonas Carrilho (PP), e do presidente da Câmara de Colméia e candidato reeleição a vereador, Pedro Felix da Cunha Neto. De acordo com o promotor, as impugnações pedidas a candidatura de Ernilson Pereira, Pedro Félix da Cunha e Jonas Carrilho se baseiam no fato de os mesmos tem tido as contas de campanha eleitoral de 2008 desaprovadas pela Justiça. De acordo com o promotor, após o protocolo das ações o cartório eleitoral deve notificar os representados para que eles constestem a ação. Após o prazo de contestação, o juiz irá decidir sobre a impugnação das candidaturas.
FONTE: SURGIU.COM.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário